Voltar
6 dúvidas dermatológicas que mais ouço em consultório

11/05/2018

6 dúvidas dermatológicas que mais ouço em consultório, e as minhas respostas:

 

1.Mas 30 dias de antibiótico não é tempo demais?

Não existe um limite máximo de tempo pra uso de antibiótico, tudo depende da condição tratada. Algumas situações, apenas 7 dias de uso pode ser suficiente, já outros quadros crônicos podem precisar de até 3 meses direto de antibiótico. Principalmente aquelas condições cuja própria bactéria da biota normal da pele esteja causando problema, pois neste caso estamos “brigando” com algo que estará permanentemente na pele do animal, mas que devemos manter sob controle sua reprodução exagerada.

Ao usarmos antibiótico por longo prazo, alguns cuidados devemos considerar:

- usar sempre a dosagem prescrita e obrigatoriamente respeitar o intervalo de horas entre doses, jamais atrasar!

- comunicar o veterinário no caso de vômitos pós medicação

- se mesmo em uso do antibiótico, a condição piorar

- manejar a biota intestinal que acaba sendo prejudicada

 

2. Mas essa alergia/coceira não tem cura?

Infelizmente cura não tem, mas é possível um controle adequado de modo ao paciente ter conforto e qualidade de vida. As condições alérgicas estão ligadas a “falhas” do sistema imunológico, seja por ser hiper-reativo a coisas comuns (alimentos, polens) ou como no  caso da atopia falha na produção de determinadas substâncias.  E não há nada que nós veterinários podemos fazer até o momento, pra corrigir essa falha pra sempre.

Através do tratamento, nós tentamos suprir a resposta exagerada do organismo, e/ou fornecer substância que está em falta na pele e assim controlar os sintomas causados por tudo isso. E por isso o tratamento deve ser continuo e pra toda a vida!

 

3- Banho 1-2 vezes por semana,  não vai fazer mal?

Quando o paciente tem uma condição dermatológica, o banho faz parte do tratamento! E por isso serão prescritos xampus medicamentosos que ajudarão controlar a condição, mas sem trazer prejuízos no uso contínuo ou em longo prazo.  Mas para isso, deve se atentar ao tempo de uso prescrito pelo veterinário, pois algumas substâncias não deverão ser usadas para o resto da vida, somente até que o problema esteja sob controle.

Os atópicos e os pacientes com distúrbios de queratinização (seborreia) precisam de banhos medicamentosos frequentes pra sempre.

 

4- Precisa mesmo dar  60 dias de dieta?

Na verdade 60 dias é o tempo mínimo!  Alguns animais poderão precisar de mais tempo, ou até tentar um outro tipo de dieta hipoalergênica após esse prazo, com outra composição até que se tenha certeza da condição alimentar dele.

Isso por que demora vários dias para o organismo lidar com a resposta alérgica   causada por algum alimento ingerido, principalmente quando se tem reações tardias. Por exemplo, um cão alérgico a carne de frango, pode iniciar sintomas até 4 dias após a ingestão dessa proteína, e a reação imunológica pode perdurar por mais vários dias além dessa única ingestão.  Todo esse prazo deve ser considerado pra então começar ver qualquer resposta a restrição  alimentar.

 

5- Eu vou ter que limpar essa orelha sempre?

A pele que recobre a orelha segue a mesma condição que a pele que recobre todo o corpo. Portanto cães alérgicos ou cães com distúrbios de seborreia, são muito predispostos as mesmas condições em orelha. E como foi dito o tratamento destas condições são contínuos e pra toda vida.

Então sim, há cães e gatos que precisarão de manejo da orelha toda semana, as vezes até 2 vezes por semana, pra controlar a inflamação ou a produção de cerúmen por exemplo.

 

6- É contagioso?

Existem algumas condições  dermatológicas contagiosas através do contato,  pra outros animais e pra seres humanos.  As principais e mais comuns são: sarna sarcóptica, dermatofitose (fungo, em especial o Microsporum canis ), esporotricose.

Alergias, doenças auto imunes e sarna demodécica  não são transmissíveis.

 

Por  Maricy Alexandrino – Médica Veterinária

 

Este artigo é um trabalho original do autor e é protegido pela lei dos direitos autorais. Qualquer uso ou reprodução desse texto, requer prévia e expressa autorização.

 


 

Avenida Carlos Gomes, nª 243

Zona 05, Maringá-Pr

Cep: 87015-200

Telefone: (44) 3225-7209

Horários de atendimento:

Segunda a sexta: das 09:00 ás 12:00 e das 14:00 as 18:00

Sábado: das 09:00 ás 12:00

* Para seu maior conforto damos prioridade ao atendimento com hora marcada, priorizando o seu tempo, e diminuindo o stress de seu animal pelo pouco tempo em sala de espera (exceto emergências)